Página Inicial
    Diretoria Executiva
    Palavra do Presidente
    História da Aplacana
    Quadro de Funcionários
    Plano de Saúde Empresarial
    Tabela de Taxas 2014/2015
    Unidades de Fornecimento
    Agendamento de Serviços
    Mais Páginas
    Notícias
    Galerias de Fotos
    Links Úteis
    Fale Conosco
    Contatos
 
    Administrativo
    Agrícola
    Assistência Social
    Fiscalização
    Jurídico
 
    Relação de Associados
    Como Associar-se
    Por que Associar-se ?
    Artigos Técnicos
    Relatórios

Notícias:


17/04/2018 13:17:00 - Atualizado em 17/04/2018 13:21:00 -

Etanol americano, início de safra e usinas necessitando fazer caixa, derrubam o preço do produto

De acordo com o indicador divulgado pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea/Esalq), o preço do etanol hidratado nas usinas paulistas recuou 7,8% na última semana, de R$ 1,6499 para R$ 1,5212 o litro, em média.
 
O forte recuo acontece no momento em que usinas ampliam oferta do biocombustível com processamento da safra 2018/2019 da cana-de-açúcar no Centro-Sul do Brasil, iniciada oficialmente em 1º de abril.
 
Desde então, em duas semanas, o hidratado acumula baixa de 15,6% nas usinas.
 
Já o valor anidro despencou 9,3% na semana, de R$ 1,8691 o litro para R$ 1,6955 o litro, em média, segundo o Cepea/Esalq.
 
Mesmo assim, a produção de etanol segue como prioridade para as usinas, pois o açúcar segue com os preços deprimidos globalmente.
 
Vários fatores influenciam a queda de preço do etanol: a importação do produto dos Estados Unidos; a necessidade de as companhias manterem, obrigatoriamente, um estoque regulador no início de cada safra; o caixa em vermelho das usinas que precisam de uma entrada mais rápida de recursos; as condições da cana no início de safra atendem melhor a produção de etanol do que de açúcar.
 
Enquanto o preço do etanol cai, o preço médio da gasolina praticado pela Petrobras nas refinarias foi elevado em 0,8 por cento na quinta-feira (12), atingindo o maior nível da nova era de reajustes diários, enquanto a cotação do diesel renovou sua máxima, refletindo a escalada do petróleo no mercado internacional.
 
A partir da última quinta-feira, a gasolina nas refinarias passou a ser cotada em 1,6968 real por litro, superando a máxima anterior, de 1,6917 real observada no início de janeiro.
 
Já o preço do diesel, que subiu 2 por cento, está agora em 1,9549 real por litro, acima do 1,9169 real de quarta-feira, quando já havia registrado o maior patamar desde o início da nova sistemática de formação de preços pela petroleira estatal, em julho.

 







APLACANA.COM.BR - ASSOCIAÇÃO DOS PLANTADORES DE CANA DA REGIÃO DE MONTE APRAZÍVEL
Avenida Santos Dumont, nº. 555, Jd Bom Jesus – Monte Aprazível-SP - Telefone: (17) 3275-9670 - FAX: (17) 3275-1230
PortalSQL v1.0 Locado por: © 2000 produtoraferreira.com.br - Todos os direitos reservados.