Página Inicial
    Diretoria Executiva
    Palavra do Presidente
    História da Aplacana
    Quadro de Funcionários
    Plano de Saúde Empresarial
    Tabela de Taxas 2014/2015
    Unidades de Fornecimento
    Agendamento de Serviços
    Mais Páginas
    Notícias
    Galerias de Fotos
    Links Úteis
    Fale Conosco
    Contatos
 
    Administrativo
    Agrícola
    Assistência Social
    Fiscalização
    Jurídico
 
    Relação de Associados
    Como Associar-se
    Por que Associar-se ?
    Artigos Técnicos
    Relatórios

Notícias:


27/11/2017 13:36:00 - Atualizado em 27/11/2017 13:41:00 -

Centro-Sul registra aumento de moagem na primeira quinzena de novembro

As unidades produtoras do Centro-Sul do Brasil processaram 23,35 milhões de toneladas de cana-de-açúcar na primeira quinzena de novembro da safra 2017/2018. Em comparação com o mesmo período da safra anterior, a moagem teve um aumento de 7,25%.
 
As informações foram divulgadas pela União da Indústria de Cana-de-Açúcar - Unica, na manhã desta segunda-feira (27).
 
Até 16 de novembro, as atividades da safra no Centro-Sul foram encerradas em 82 unidades, 33 usinas a menos do que na mesma data do último ano. 
 
Nos primeiros 15 dias de novembro, o volume de açúcar fabricado teve redução 8,16% em relação ao ciclo passado, fechando em 1,25 milhão de toneladas. Já o etanol aumentou sua produção em 15,29%, com volume de 1,06 bilhão de litros, sendo 599,97 milhões de litros de etanol hidratado e 463,59 milhões de litros de etanol anidro.
 
"Com o preço internacional do açúcar pouco atrativo, a cana segue direcionada majoritariamente à fabricação de etanol. Na primeira metade de novembro, 57,45% da matéria-prima processada destinaram-se à produção do renovável significativamente acima dos 52,05% computados na mesma quinzena de 2016 e dos 57,15% contabilizados ao final de outubro de 2017. No acumulado até 16 de novembro desse ano, esta proporção atingiu 52,60%", informou o relatório.
 
 
Segundo os dados apurados pela Unica, a concentração de Açúcares Totais Recuperáveis (ATR) por tonelada de matéria-prima processada diminuiu na primeira quinzena de novembro. O índice alcançou 132,64 kg por tonelada, contra 137,44 kg no mesmo período do último ano, totalizando uma queda de 3,49%.
 
O diretor técnico da entidade, Antonio de Padua Rodrigues, informou que essa retração da qualidade já era esperada, devido as análises feitas em laboratório da planta entregue na unidade industrial, que já sinalizavam para uma queda de 2% a 3% nesse indicador.
 
 
No acumulado desde 1º de abril até 16 de novembro, a quantidade de cana-de-açúcar moída somou 552,95 milhões de toneladas. Essa quantidade representa um recuo de 9 milhões de toneladas, quando comparado às 562,02 milhões registradas na temporada 2016/2017.
 
A produção de açúcar totalizou 34,36 milhões de toneladas, alta de 2,36% em relação ao índice registrado até a mesma data do ciclo anterior. A produção de etanol somou 23,66 bilhões de litros, bem próximo dos 23,61 bilhões de litros registrado em 2016. Com isso, foram destinados 10,20 bilhões de litros de etanol para o anidro e 13,46 bilhões de litros de etanol hidratado.
 
fonte: www.unica.com.br

 







APLACANA.COM.BR - ASSOCIAÇÃO DOS PLANTADORES DE CANA DA REGIÃO DE MONTE APRAZÍVEL
Avenida Santos Dumont, nº. 555, Jd Bom Jesus – Monte Aprazível-SP - Telefone: (17) 3275-9670 - FAX: (17) 3275-1230
PortalSQL v1.0 Locado por: © 2000 produtoraferreira.com.br - Todos os direitos reservados.