Pgina Inicial
    Diretoria Executiva
    Palavra do Presidente
    Histria da Aplacana
    Quadro de Funcionrios
    Plano de Sade Empresarial
    Tabela de Taxas 2014/2015
    Unidades de Fornecimento
    Agendamento de Servios
    Mais Pginas
    Notcias
    Galerias de Fotos
    Links teis
    Fale Conosco
    Contatos
 
    Administrativo
    Agrcola
    Assistncia Social
    Fiscalizao
    Jurdico
 
    Relao de Associados
    Como Associar-se
    Por que Associar-se ?
    Artigos Tcnicos
    Relatrios

Notcias:


28/08/2017 14:04:00 - Atualizado em 28/08/2017 14:09:00 -

Usina far teste de gs da vinhaa como combustvel para veculos pesados

O teste ser feito em um motor Mercedes-Benz de 440 HP

A Secretaria de Energia e Minerao do Estado de So Paulo, a GasBrasiliano e a So Martinho iro avaliar a tecnologia diesel-gs em veculos pesados utilizados em usinas de cana-de-acar.
 
O protocolo de intenes, que envolve ainda as empresas Convergs Fuel System e Mahle Metal Leve, alm da Agncia Reguladora de Saneamento e Energia do Estado de So Paulo (Arsesp), foi assinado nesta quarta-feira, 23 de agosto, durante a 25 Feira Internacional de Tecnologia Sucroenergtica (Fenasucro), em Sertozinho. 
 
O acordo prev a converso de um motor a diesel para a tecnologia flex diesel-gs, que ser abastecido com biometano produzido a partir da vinhaa de cana-de-acar ou Gs Natural Veicular (GNV). Sero realizadas no laboratrio da Mahle, em Jundia, medies comparativas de emisses atmosfricas e consumo especfico de combustvel.
 
O motor utilizado ser da Mercedes-Benz de 440HP e tambm ser analisado o sistema de ps-tratamento, de acordo com requisitos de norma NBR 15634 para homologao de motores Euro 5 e Euro 6. 
 
Se o projeto se mostrar economicamente vivel podemos estimular a introduo em todas as usinas do Estado de So Paulo e do Brasil. Ser um enorme ganho ambiental, alm de dar mais competitividade s usinas sucroenergticas, explica o secretrio de Energia e Minerao, Joo Carlos Meirelles.
 
A estimativa que os testes terminem no primeiro trimestre de 2018. Os resultados sero analisados pela GasBrasiliano, Convergs e Mahle, e apresentados Arsesp e Secretaria de Energia e Minerao.
 
A assinatura deste acordo mais um importante passo para mostrar a viabilidade do Gs Natural Veicular (GNV) em veculos pesados de usinas, bem como comprovar a eficincia da tecnologia diesel-gs, afirma Walter Fernando Piazza Jnior, diretor presidente da GasBrasiliano. A empresa a idealizadora e patrocinadora do projeto e vem desenvolvendo solues para o setor sucroenergtico, para o aproveitamento do biometano da vinhaa e o uso do gs natural nas usinas.
 
O projeto tem como parceiro o Grupo So Martinho, um dos maiores fabricantes de acar e etanol do pas. A companhia, que possui quatro unidades produtoras e capacidade de moagem anual de 24 milhes de toneladas de cana, ir desenvolver o projeto piloto na Usina Santa Cruz, de Amrico Brasiliense (SP).
 
A So Martinho tem como foco a produo do carbono renovvel de menor custo, alm de sustentvel. Temos realizado testes e projetos nos ltimos anos relacionados produo de biogs a partir da vinhaa e tambm ao uso do biogs na frota movida a diesel, que atualmente representa uma parcela relevante de nossos custos. Por isso aguardamos com boas expectativas os resultados dessa parceria, afirma Walter Maccheroni, assessor de tecnologia da So Martinho.
 
Segundo estimativas de mercado, o processamento de uma tonelada de cana necessita de quatro litros de diesel. A safra 2017/2018 tem como previso colher 647 milhes de toneladas de cana no Brasil. Com a implantao do projeto em todas as usinas utilizando metade do combustvel a gs natural ou biometano e o restante a diesel, as empresas podem chegar a uma economia de 1,3 bilho de litros de diesel por safra, o que significa uma elevada reduo nas emisses de carbono.
 
Biometano 
O biometano um biocombustvel gasoso oriundo do biogs - que pode ser produzido a partir da vinhaa, subproduto da cana-de-acar - e possui um elevado teor de metano em sua composio, por isso pode ser misturado ao gs natural e comercializado por meio de conexo rede de distribuio de gs canalizado, ou ento, na forma de gs comprimido.
 
A Secretaria de Energia e Minerao instalou, em maro deste ano, o Comit Gestor do Programa Paulista de Biogs, que est estudando o percentual de insero do biometano no gs natural canalizado, bem como os impactos dessa mudana no mercado. O percentual ser apresentado na prxima reunio do Conselho Estadual de Poltica Energtica (Cepe), prevista para o fim do ano.
 
A Arsesp publicou em julho a Deliberao n 744/2017, que regulamenta de forma indita no Brasil as condies de distribuio de biometano na rede de gs canalizado do Estado de So Paulo. Esta Deliberao estabelece as regras para que o biometano fornecido pelos produtores possa ser inserido na rede de gs canalizado. O potencial paulista estimado de produo de biometano a partir da utilizao da vinhaa equivalente a 2.250 MW.
 
fonte: www.canaonline.com.br

 







APLACANA.COM.BR - ASSOCIAO DOS PLANTADORES DE CANA DA REGIO DE MONTE APRAZVEL
Avenida Santos Dumont, n. 555, Jd Bom Jesus Monte Aprazvel-SP - Telefone: (17) 3275-9670 - FAX: (17) 3275-1230
PortalSQL v1.0 Locado por: 2000 produtoraferreira.com.br - Todos os direitos reservados.